1 de mar de 2011

Ficou o samba


Para Cida mãe; repatriata no meu peito. 



Naquela maloca amarela

no pé da favela

éramos eu

a viola e um pouco de saudade

da nossa dança.

Daquele vazio bonito

eu fiz um samba.

Lá fora a vida era festa,

um bloco que se ia,

uma alegria que sambava.

Tudo corria pra ela.

Tudo guardava um pouco dela.
Na quarta o céu era choro,

cinza e resaca.

o vazio ainda era bonito.


Então

outro samba

compus pra ela.

Depois só ficou o samba,


Ficou o samba.

O samba,

Sambo.



RVC

Olhar Vatiano

Loading...