15 de fev de 2011

Carta exilada

Quantas saudades cabem num poema ?
Abro as gavetas do poema .
Me caem dali todos os cheiros,
Toques,
Melodias,
E imagens.
Os afazeres dum vate bulidos,
Mexidos, rapidamente domesticados
Pelo habito vestido.
Por hora descanso o que falta-me, e
Conto as conchas
furadas
pelo
vento.
Quantas saudades cabem num poema ?

RVC

Olhar Vatiano

Loading...